CBE – 20 anos atrás

Como realizar uma evangelização autêntica e eficaz? Há 20 anos, a igreja evangélica brasileira se fazia esta pergunta. Representantes de mais de setenta denominações de todo o país reuniram-se em Belo Horizonte (MG), no I Congresso Brasileiro de Evangelização para tentar entender como Deus quer que a sua Igreja evangelize. O país estava saindo de uma ditadura militar e a democracia ainda estava engatinhando. Mesmo assim, a Igreja discutiu os desafios que precisava encarar. Éramos 8 milhões de evangélicos; hoje somos 26 milhões. Naquela época, a grande novidade era o crescimento dos pentecostais; hoje é a intensa diversidade religiosa (de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, há 144 diferentes religiões no país).

Influenciados pelo Congresso de Lausanne (Suíça), ocorrido em 1974, redescobrimos que o ato de evangelizar é algo integral, ou seja, feito por palavras e obras, ao mesmo tempo. Rogamos a Deus para que não nos deixasse esquecer a imagem de nossa própria face diante do espelho (Tg 1.24). Muitos de nós não esquecemos.

O CBE de 1983 foi um marco. Ajudou a igreja brasileira em seu processo de amadurecimento. Vários outros congressos foram realizados posteriormente com a mesma tônica; e muitas ações concretas foram executadas visando a proclamação do reino de Deus, como o crescente envolvimento da Igreja em soluções para problemas sociais (falta de moradia, fome, violência, infância em risco).

A voz daquele CBE continua audível. Tanto que foi realizada a sua segunda edição no mês passado. A nossa geração e o nosso contexto são diferentes, e os desafios estão tão presentes quanto estiveram antes. Mãos à obra!

WhatsApp chat

Receba nosso boletim quinzenal gratuitamente

Prerencha seu nome e o melhor email abaixo para receber nosso boletim

Não se preocupe, não enviamos spam!

Receba nosso boletim quinzenal gratuitamente

Preencha seu nome e o melhor email abaixo para receber nosso boletim

Não se preocupe, não enviamos spam!