Educadores Sociais existem em espaços diferentes – veja algumas possibilidades:

A Classificação Brasileira de Ocupações (CBO) contém a família de ocupações com o código 5153 cujo nome é: Trabalhadores de atenção, defesa e proteção a pessoas em risco e adolescentes em conflito com a lei. Os títulos reunidos nesta família são: 5153-05 – Educador social: Arte educador, Educador de rua, Educador social de rua, Agente social. 5153-15 – Monitor de dependente químico: Conselheiro de dependente químico, Consultor  em dependência química. 5153-20 – Conselheiro tutelar. 5153-25 – Socioeducador: Agente de apoio socioeducativo, Agente de segurança socioeducativa, Agente educacional, Atendente de reintegração social. 5153-30 – Monitor de ressocialização prisional: Agente de ressocialização prisional, Monitor disciplinar prisional.

Qual meu título?

Arte Educador
(mas na carteira sou registrado como monitor!)

De onde vem meu salário?

Da ONG para a qual trabalho, que busca recursos por meio de subvenções e convênios com a sociedade civil e outras instituições apoiadoras.

Qual meu título?

Orientador/a Social ou Agente Social

De onde vem meu salário?

Do município.

Qual meu título?

Agente de Proteção Social

De onde vem meu salário?

Da ONG para a qual trabalho, que busca recursos junto a um grupo ou consórcio de municípios que atende.

Qual meu título?

Conselheiro Tutelar

De onde vem meu salário?

Do município. Fui eleito/a para cumprir um mandato. Logo, este é um cargo temporário e não a minha principal profissão.

Qual meu título?

Cuidador/a

De onde vem meu salário?

Da ONG para a qual trabalho. Esta serve a alguns municípios e estabelece convênios com os mesmos, para recebimento de verba.

Qual meu título?

Educador/a Social de Rua

De onde vem meu salário?

Do município. Meu trabalho é um serviço especial, coordenado pelo Creas do município onde atuo.

WhatsApp chat