O tamanho do desafio

Por que se preocupar e lutar pela dignidade de crianças e adolescentes? As razões são simples e irrefutáveis. Você vai conhecê-las nesta terceira edição de Mãos Dadas. A realidade dos números é esmagadora, mas não o suficiente para sufocar a nossa esperança depositada aos pés de Cristo. Foi Ele mesmo quem disse: “tende bom ânimo; eu venci o mundo” (Jo 16.33). É hora de arregaçar as mangas, unir as forças e partir em busca do resgate de muitos. Precisamos nos mobilizar!

Mobilizar é conquistar vontades*
Conquistar vontades é uma especialidade divina. Todos nós, cristãos, já tivemos, de uma forma ou de outra, nossas vontades conquistadas pela graça irresistível do Espírito Santo.
Foi Deus quem conquistou a vontade do sr. Roque e dona Modesta para investirem 20 anos no Instituto Cristão Evangélico.
Foi Deus quem conquistou a vontade de líderes, como o nosso querido pastor Carlos Queiroz, para nos exortar a manter o caráter cristão baseado no amor ao próximo.
Foi Deus quem conquistou a vontade dos educadores sociais que amparam as crianças e adolescentes atendidos pela Bem Estar do Menor, em Sabinópolis, Minas Gerais.
Foi Deus quem conquistou a vontade dos organizadores do ministério Crianças de Belém para que o seu amor transborde na vida de crianças ameaçadas pela Aids.
Foi Deus quem conquistou a vontade de profissionais, como o advogado James Andres Pinheiro, para apontar soluções num meio carregado de denúncias.

Falta só a sua
Como resposta à primeira edição de Mãos Dadas, em novembro de 2000, Clóvis de Almeida Jr., de Curitiba, nos escreveu: “Não trabalho com crianças, mas a revista Mãos Dadas despertou em mim um desejo de fazer algo”. Em contrapartida, muitos escreveram sobre as inúmeras necessidades vividas em suas frentes de trabalho.
Mãos Dadas quer colocar os Clóvis em contato com as Bem Estares; quer ser uma ponte entre os conquistados por Deus para fazerem algo e as frentes de trabalho espalhadas pelo Brasil afora.
É uma questão de união, estratégia inventada pelo próprio Senhor Jesus.
Pode ser que a sua vontade já esteja conquistada. Use esta edição para conquistar outros. Por outro lado, se esta edição servir para despertar você, por favor, não fique quietinho, esperando a vontade passar. Muitas crianças e adolescentes em circunstâncias especialmente difíceis esperam pelo seu abraço.

De Mãos Dadas,

Elsie Gilbert

*Frase emprestada do relatório A Criança e o Adolescente na Mídia, das organizações Auçuba e ANDI.

 

Autor:Elsie B. C. Gilbert, editora da Rede Mãos Dadas.

WhatsApp chat

Receba nosso boletim quinzenal gratuitamente

Prerencha seu nome e o melhor email abaixo para receber nosso boletim

Não se preocupe, não enviamos spam!

Receba nosso boletim quinzenal gratuitamente

Preencha seu nome e o melhor email abaixo para receber nosso boletim

Não se preocupe, não enviamos spam!