Ed. 21 – Crianças à beira do caminho: tão próximas, mesmo assim invisíveis

Ed. 21 – Crianças à beira do caminho: tão próximas, mesmo assim invisíveis

,

Editorial

Tão próximas, mesmo assim invisíveis

Vê-las todas, mas principalmente aquelas que estão no nosso caminho e que se não nos incomodam, deveriam fazê-lo de forma tão intensa a nos impelir a ações concretas de cuidado

Perfil

Vida longa, vida abundante

Emília fazia o culto doméstico diariamente, levava suas filhas à igreja, orava e evangelizava os vizinhos. Ensinava não só com palavras, mas com o exemplo diário e constante

Pastoral

Aos educadores sociais, com carinho

Há em todo trabalho bem-sucedido uma equipe capaz, comprometida, engajada e dedicada. Em todas, há pessoas especiais, fundamentais e insubstituíveis em sua prática social

Memória

Helene Londahl: uma mulher na rua Timbiras

Em um sábado, à noitinha, em 1936, uma moça solteira de 33 anos, vestida com o uniforme do Exército de Salvação, se viu, pela primeira vez na vida, em uma área de prostituição

Boas Práticas

A força dos nós: a importância de a igreja atuar como uma rede de proteção

O que diferencia a FEPAS de outras organizações é que ela nasceu da vontade da liderança de uma denominação cristã evangélica e mantém até hoje um vínculo estreito com a igreja

Direitos

Amor versus proselitismo

Não é possível dispensar a igreja de sua responsabilidade compartilhada com outros setores da sociedade, Poder Público e família, na garantia dos direitos

Mãos Na Massa

Cartas

É muito interessante a forma como vocês abordam os temas, porque é como se vocês estivessem nos vendo! Suzana Alves Constâncio – Conde, PB

Recursos

Dicas de livro e site: – Registro Civil de Crianças e Adultos: Convite às Igrejas Cristãs / – Recursos sobre mobilização de igrejas em missão integral

Mutirão de Oração o ano inteiro

No Brasil, mais de 66 mil pessoas oraram: cerca de 30 mil crianças, 12 mil jovens e 24 mil adultos. + leia mais

De Púlpito Pra Púlpito

Pastorear as crianças: nosso compromisso

 Escrevo com profundo pesar, indignação e ao mesmo tempo com o desejo de despertar pastores(as) comprometidos(as) a combaterem toda forma de violência contra crianças e adolescentes

Capa

As crianças à beira do caminho: o que a igreja brasileira tem a ver com isso?

  Temos ótimas escolas de teologia, mas ainda somos uma igreja que sabe “tudo” sobre Deus, mas não sabe a quem amar

Por que a igreja deixa de ver os problemas das crianças?

  Estamos cegos ao valor intrínseco da criança. Ainda justificamos o evangelismo infantil como uma “ponte” para alcançar os pais. Bráulia Ribeiro, missionária da JOCUM

As mais invisíveis

 Entre as crianças que estão à beira do caminho, destacamos as mais ignoradas. A miopia responsável não está nos olhos, mas nos corações

Quer saber mais?

Sua igreja é amiga das crianças? Responda o teste e descubra se sua igreja está trabalhando em favor das crianças


Receba nosso boletim quinzenal gratuitamente

Preencha seu nome e o melhor email abaixo para receber nosso boletim

Não se preocupe, não enviamos spam!


Curta e siga-nos!

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba nosso boletim quinzenal gratuitamente

Prerencha seu nome e o melhor email abaixo para receber nosso boletim

Não se preocupe, não enviamos spam!

Receba nosso boletim quinzenal gratuitamente

Preencha seu nome e o melhor email abaixo para receber nosso boletim

Não se preocupe, não enviamos spam!