fbpx

Dia 3: “Somos todos agentes do reino”

É possível criar uma rede de proteção à criança e ao adolescente em risco sem a igreja?

Não. A igreja mantém viva a reflexão teológica que nos molda quanto à motivação correta para o serviço cristão e corrige a nossa prática sempre que nos desviamos do alvo original. Refletir sobre as razões bíblicas que justificam nosso envolvimento com crianças em risco é o objetivo deste artigo.

 

Em Atos 7 os apóstolos parecem deixar claro que o ministério da palavra de Deus é mais importante que a ação social. Muitos cristãos hoje em dia mantêm essa visão.

Então, por que Dorcas foi elogiada por fazer roupas para as pessoas pobres? (At 9.36-39.) O que motivou os apóstolos a apontarem diáconos para cuidar das viúvas? A convicção de que o evangelho não consiste exclusivamente em palavras, mas inclui também a ação.

Por que não deixar o mundo cuidar do trabalho social?
Há séculos a igreja vem discutindo a relação entre o mundo e o reino de Deus. Às vezes, essas discussões levavam a brigas e, na Europa, houve até mesmo guerras entre grupos de posições contrárias. O mundo reformado, protestante, geralmente tem assumido três posições distintas:

O reino de Deus contra o reino do mundo
O reino de Deus existe em oposição absoluta ao mundo secular e ao mundo da política. Este grupo se baseia em textos bíblicos como Apocalipse 18.4: “Ouvi outra voz do céu dizendo: Retirai-vos dela, povo meu, para não serdes cúmplices em seus pecados e para não participardes dos seus flagelos”.

Alguns grupos radicais se empenharam para criar comunidades cristãs puras e totalmente isoladas do mundo. Essa tradição persiste até hoje em grupos como os Amish, nos Estados Unidos, e continua presente em algumas seitas e cultos que muitas vezes se isolam na tentativa de criar uma comunidade cristã perfeita. Geralmente essas tentativas são frustradas, às vezes de forma trágica.

 “Dediquei a minha vida para servir a Deus e aqui estou, lavando as roupas sujas dessas crianças. Será que estou realmente servindo ao reino de Deus com esse trabalho? Não seria suficiente contar-lhes sobre Jesus? Qualquer um, até mesmo aqueles que não o conhecem, pode fazer o que faço!”

 

Por  John Collier- facilitador da Viva Network e foi um dos idealizadores da revista MÃOS DADAS
Origem: Revista Mãos Dadas. Edição 05

 

Para Refletir:

Será que estou realmente servindo ao reino de Deus com esse trabalho?

WhatsApp chat